terça-feira, 25 de maio de 2010

Único grupo vivo do lêmure anão é descoberto


Pesquisadores descobriram a única população viva do lêmure anão, um lêmure raro do oeste de Madagascar. A descoberta de, aproximadamente, mil lêmures dessa espécie foi feita por Mitchel Irwin, da Universidade de McGill e outras entidades locais.

A espécie foi descoberta em Madagascar “pela primeira vez” em 1896, mas esse pequeno primata noturno nunca foi estudado até o século XX. Por causa da destruição do seu habitat, cientistas não faziam idéia de que os bichinhos ainda pudessem estar vivendo na natureza.

Irwin se encontrou com um lêmure dessa espécie em 2001, em Tsinjoarivo, uma região de Madagascar. Logo de cara, percebeu que não era uma espécie que pesquisadoresestavam acostumados a encontrar nas florestas locais.

Em 2006, ele começou a capturar alguns lêmures para fazerpesquisas em Tsinjoarivo. Irwin descobriu que o lêmure anão realmente era diferente de outras espécies de lêmure da região e que convivia lado a lado com os outros tipos.

O estudo mostrou também que o lêmure não era geneticamente muito similar a qualquer um de seus parentes atuais e que o bicho mais parecido com ele era o lêmure anão, exibido no Museu de História Natural de Londres. Ou seja, o ancestral do qual as outras espécies derivaram.

Os descobridores dos lêmures esperam que a descoberta incentive a preservação natural – afinal, para proteger essa descoberta, o habitat dela também deverá ser protegido.

Fonte: Science Daily

http://hypescience.com/unico-grupo-vivo-do-lemure-anao-e-descoberto/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE