sexta-feira, 30 de abril de 2010

Identidade da misteriosa criatura metade porco metade ovelha é revelada


Você pode ter visto uma série de fotos de uma criatura bizarra que parece um cruzamento de porco e de ovelha circulando pela internet. O corpo do bicho parece o de uma ovelha (com lã e tudo) mas, se olharmos de perto, a cabeça é de um porco.

O que afinal são essas criaturas bizarras? Um porco com casaco? Uma montagem do Photoshop? Ou um híbrido real entre uma ovelha e um porco – afinal, nunca sabemos onde a genética pode chegar…

Poderia ser Photoshop. No ano passado, uma mistura de humano com labrador circulou pela internet. Mas, no fim, tudo acabou sendo obra de uma artista.

Então qual é a novidade do porco-ovelha?

Ele é real. Mas não é novidade nenhuma. É uma espécie de porco peludo chamada de mangalitsa – e não tem nenhum tipo de DNA de ovelha. Nós conhecemos mais os porcos “carecas” comuns na América. O mangalitsa vive na Áustria e na Hungria e seu casaco o protege dos invernos rigorosos.

O mangalitsa surgiu do cruzamento de várias raças da região e já está por aí há mais de um século. Mas suas fotos só estão começando a circular na internet agora porque um zoológico em Essex, na Inglaterra, está disponibilizando as imagens para tentar proteger a espécie. Como ele têm menos carne do que os outros tipos de porco, os criadores não estão investindo em sua criação.
[LiveScience]

http://hypescience.com/identidade-da-misteriosa-criatura-metade-porco-metade-ovelha-e-revelada/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

Prisão de pedra ajuda um bebum a sair vivo de uma erupção vulcânica


Há 98 anos atrás, na ilha de Martinica, no Caribe, houve umaviolenta explosão vulcânica. Considerado o maior desastre vulcânico do século XX, matou todos os residentes do lugar – ou quase. Um prisioneiro que estava confinado em um abrigo de pedra sobreviveu.

Dois outros residentes da ilha também sobreviveram: uma menina que estava em um barco no mar e um sapateiro que caiu no oceano. Ludger Sylbaris, o nosso prisioneiro, sobreviveu porque gostava de uma cachaça. Ele estava tão bêbado que foi preso e jogado em uma simples prisão de pedra, que tem apenas um pequeno orifício para a entrada de ar.

Confira um vídeo sobre a erupção:

30 mil pessoas foram carbonizadas no desastre. É importante notar que isso não ocorreu pelo vazamento de lava, que é lento, e sim uma onda piroclástica – um calor muito intenso de mais de 537 graus Celsius.

Sylbaris foi encontrado quatro dias depois da erupção. Seus pulmões estavam queimados pelo calor do ar, mas ele sobreviveu graças à sua prisão de pedra. [Gizmodo]

http://hypescience.com/prisao-de-pedra-ajuda-um-bebum-a-sair-vivo-de-uma-erupcao-vulcanica/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

quinta-feira, 29 de abril de 2010

As 10 jornadas mais radicais do mundo


Acha que ir para o litoral a bordo de um fusca é uma viagem radical? Conheça 10 histórias incríveis de pessoas que fizeram jornadas inusitadas:

1. O pastor batista que se arrastou por mais de 2,5 mil Km até a Casa Branca, nos EUA: em 1978 Hans Mulikin, com 39 anos, chegou se arrastando até a Casa Branca. Suas pernas estavam protegidas por peles e por uma fina camada de metal e ele dirigia um pequeno carrinho com rodas em seus braços. Ele se arrastou durante dois anos e meio apenas para ouvir que o presidente Carter estava muito ocupado para vê-lo. Segundo Mulkin ele apenas queria mostrar para a América que todos deveriam ficar de joelhos e se arrepender (talvez por uma viagem dessas).

2. O australiano que deu uma volta circular no mundo usando um veículo anfíbio: Bem Carlin aceitou o desafio de fazer uma volta ao mundo em um jipe modificado. Ele partiu com sua esposa, Elinore, em 1950. Na Índia, com três quartos da viagem concluídos ela deixou a expedição. Bem completou a jornada em 1958.

3. O homem que viajou 4,115 Km puxando um carrinho de mão: David Baird demorou 112 dias para puxar seu carrinho pela Austrália. O objetivo dele era conseguir ajuda para pesquisas sobre câncer de mama e próstata. O saradão de 65 anos disse que se sentiu extremamente bem com sua jornada – ele caminhava (e puxava seu carrinho) de doze a dez horas por dia durante a viagem.

4. O homem que literalmente deu a volta ao mundo correndo: Robert Garside é, de acordo com o Guiness, o primeiro homem a dar a volta ao mundo correndo. Ele partiu de Nova Delhi, na Índia, em 20 de outubro de 1997 e chegou no mesmo lugar dia 12 de Junho de 2003. O Guiness investigou várias evidências antes de declarar o recorde como autêntico. Durante a jornada ele atualizava seu site (www.runningman.org) contando tudo sobre sua viagem – incluindo ataques físicos sofridos e mudanças climáticas extremas. Na jornada ele usou 50 pares de tênis.

5. O estudante que fez um curta metragem enquanto caminhava: em 2007,Christoph Rehage resolveu dar um presente de aniversário para si mesmo – uma longa caminhada. O plano era caminhar de Pequim, na China (onde ele estudava), até Bad Nenndorf, na Alemanha, sua terra natal. No caminho ele tirou várias fotos de si mesmo e depois juntou-as em um pequeno vídeo que mostra a evolução da viagem.

6. A menina de 16 anos que vai completar uma volta ao mundo sozinha: o que você fazia quando tinha 16 anos? Ouvia música? Estava estudando para o vestibular? Jessica Watson, com essa idade, está prestes a completar uma jornada de sete meses na qual deu a volta no mundo. Ela está sendo esperada em Sidney, no dia nove de maio, e será a pessoa mais nova a completar o feito.

7. O homem que andou 13 mil quilômetros da Califórnia até a Turquia: Pleenie Wingo viajou de 15 de abril de 1931 a 24 de outubro de 1932 da Califórnia até a Turquia e documentou sua viagem no livro “A volta no mundo ao contrário”. Ele caminhou uma média de 32 km por dia.

8. O homem que caminhou quase três mil quilômetros usando pernas de pau: em 1891 Sylvain Dornon caminhou com pernas de pau de Paris até Moscou. Quando chegou à Rússia foi visto com curiosidade, já que pernas de pau não eram muito conhecidas por lá, apesar de serem bem comuns na França.

9. O homem que viajou 12 anos da África até a Groenlândia para encontrar um lugar livre de cobras: Teté Michel nasceu em Togo, em 1941. Quando ele era jovem, entrou na selva e foi surpreendido por uma cobra. Seu pai acreditou que um curandeiro poderia ajudá-lo e a cura realmente foi possível. Mas, em troca, o curandeiro pediu para que Teté se unisse ao culto das cobras e passasse os próximos sete anos vivendo na floresta entre os ofídios. Enquanto estava se recuperando, antes de sua reclusão na selva, Teté descobriu um livro sobre a Groenlândia e soube que lá não havia serpentes. Não pensou duas vezes e foi para lá. Ele publicou um livro sobre sua jornada em 1977.

10. O gordinho que caminhou pelos EUA para perder peso: Steve Vaugh se comprometeu a atravessar os Estados Unidos no ano de 2005. Depois de tudo o que vimos não parece tão drástico. Mas Vaugh pesava 185 quilos na época. Apesar de ainda ser considerado obeso quando terminou a sua jornada (levantando questionamentos sobre a veracidade daviagem), ele perdeu 45 quilos no percurso. [Odee.com]

http://hypescience.com/as-10-jornadas-mais-radicais-do-mundo/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Força aérea dos EUA lança uma nave espacial secreta


A força aérea americana lançou na última quinta-feira uma nave espacial “secreta” de sua base em Cabo Canaveral, na Flórida. A parte estranha é que eles não sabem dizer quando a nave irá voltar.

A nave, chamada X-37B não era tripulada e só foi lançada após uma década sendo desenvolvida. Os objetivos do lançamento não foram divulgados, mas a Força Aérea nega que a nave seja algum tipo de arma ou então que será usada para espionagem.

Em uma conferência o porta-voz da Força Aérea, Gary Payton, declarou que a missão é confidencial e que ele realmente não sabe dizer quando a nave irá voltar. De acordo com ele, isso depende do progresso e dos testes feitos no vôo – esse foi o máximo de informação que ele deu.

A X-37B tem um quarto do tamanho normal de uma nave espacial e é equipada com baterias que podem mantê-la funcionando por até nove meses. Quando pousar ela irá ser comandada por um piloto automático, já que deve retornar sozinha.

Assim que a missão misteriosa estiver terminada, uma pesquisa será feita na nave para saber quais são suas condições e se houve problemas. O piloto autônomo também será avaliado e o objetivo da Força Aérea é que a nave esteja pronta para ser lançada novamente 15 dias após seu pouso. Mas o motivo continua um mistério. [Wired]

http://hypescience.com/forca-aerea-dos-eua-lanca-uma-nave-espacial-secreta/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

Físico cria o material com maior força magnética no planeta


E, segundo especialistas, essa descoberta pode mudar a física como a conhecemos hoje. O componente é 18% mais magnético do que o antigo campeão o ferro de cobalto.

O novo componente é feito de ferro e nitrogênio e pode forçar os físicos a mudarem as teorias sobre magnetismo. Mas, antes disso, pesquisadores em outros laboratórios irão tentar repetir o experimento.

Jiangping Wang, da Universidade de Minessota, que fez a descoberta, declarou ter percebido uma quantidade de elétrons no seu composto que nunca havia sido percebida em outros materiais magnéticos. Os elétrons estão relacionados com correntes elétricas e com o magnetismo.

Alguns físicos suspeitam que os elétrons localizados seriam mais responsáveis pelo magnetismo do que aqueles que ficam se movendo.

Se a descoberta for aceita e comprovada pela comunidade científica um aumento do magnetismo de materiais faria com que a geração de energia fosse mais eficiente, assim como sua transmissão.

Fonte: PopSci

http://hypescience.com/fisico-cria-o-material-com-maior-forca-magnetica-no-planeta/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

Frequência de terremotos é normal, de acordo com cientistas


Sim, parece que estamos tendo muitos terremotos ultimamente, mas segundo cientistas, isso não é um sinal que o mundo está acabando, que 2012 está se aproximando, ou qualquer que seja a sua teoria. A freqüência desses fenômenos no mundo está normal.

De acordo com os pesquisadores, não é a freqüência e nem a intensidade dos terremotos que está diferente, apenas o desastre está maior. Como? É porque os abalos estão acontecendo em lugares mais populosos.

Para Seth Stein, especialista da Universidade de Illinois, o fenômeno natural só se torna um desastre quando acontece no meio de um grande número de pessoas. Segundo ele há vários terremotos por ano, com forças comparáveis à mostrada pelos tremores no Haiti e no Chile – só que normalmente eles acontecem em lugares mais desertos.

Terremotos que atingem a magnitude 7 na escala Richter, como o que aconteceu no Haiti, ocorrem de 15 a 20 vezes por ano – mas, em sua maioria, no Oceano.

O maior número de detecção de tremores também pode ser esclarecido: a ciência está melhorando e, com isso, é mais fácil detectar terremotos em vários lugares. Além disso, Stein declara que nos importamos mais com os abalos depois das tragédias do início do ano do que nos importaríamos normalmente, e isso faz com que saibamos de mais terremotos que, antes, teriam passado em branco.

Ele também deixa claro que é difícil saber se o número de terremotos está aumentando ou diminuindo por que as medições só começaram a ser feitas há apenas 100 anos – pouquíssimo tempo em termos geológicos.

Fonte: CNN

http://hypescience.com/frequencia-de-terremotos-e-normal-de-acordo-com-cientistas/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

terça-feira, 27 de abril de 2010

Nikola Tesla. Gênio, mas só depois de perceber que seu problema era uma capacidade


Depoimentos

"Tudo que sirva para esclarecer sobre Tesla é importante, em virtude de ser tão pouco falado ou divulgado, até mesmo nas faculdades. É preciso uma discussão bem maior sobre o mesmo pelo fato de que, se não tivessem escondido seus estudos, hoje a humanidade disporia de energia barata e não poluente"

Marcelo Bastos
Virgílio Vasconcelos Vilela
http://www.possibilidades.com.br/criatividade/tesla.asp

Talvez você não saiba que o nosso sistema de energia elétrica, baseado em corrente alternada, foi possível devido a Nikola Tesla (1856-1943), que descobriu o campo magnético giratório. Suas mais de 700 invenções incluem desenvolvimentos básicos para o motor eletromagnético, o motor a turbina, transmissão sem fio e dispositivos de controle remoto. A primeira usina hidrelétrica, nas Cataratas do Niágara, foi um projeto seu, que venceu o de Thomas Edison, baseado em corrente contínua. Tudo isto foi possível devido a uma fenomenal capacidade de usar a imaginação de uma forma produtiva.

Mas na adolescência, Tesla sofria com o aparecimento de imagens e flashes de luz, que interferiam no seu pensamento e na sua ação. Como ele próprio contou, quando ouvia uma palavra, a imagem do objeto correspondente se apresentava vividamente, e ele era incapaz de distinguir se o que vira era tangível ou não. Em razão disto, ele se sentia ansioso e desconfortável.

Para se livrar dessas atormentadoras aparições, ele tentava concentrar sua mente em alguma outra coisa que tinha visto, e assim obtinha alívio temporário. Mas para isto, ele tinha que produzir continuamente novas imagens. Como ele conhecia apenas sua casa e as redondezas, logo seu "estoque" de novas imagens se exauriu, e o remédio perdeu a força.

Instintivamente, Tesla começou a fazer incursões além dos limites do seu pequeno mundo virtual, e viu novas cenas, a princípio obscuras e indistintas, que passavam rapidamente quando ele tentava concentrar sua atenção nelas. Gradativamente ele teve sucesso em fixar as imagens, que ganharam força e definição, até parecerem tão concretas quanto coisas reais. E logo descobriu que se sentia mais confortável quando simplesmente continuava aprofundando a visão, obtendo novas impressões todo o tempo, literalmente viajando na sua mente. Nessa jornada ele via novos lugares, cidades e países – vivia lá, conhecia pessoas e fazia amigos e conhecidos, que lhe eram tão caros quanto os da vida real.

Logo Tesla notou que tinha também grande facilidade em conectar causa e efeito, e também que cada pensamento seu era sugerido por uma impressão externa. Esta habilidade de ligar seus processos mentais e seus mapas internos à realidade física, combinada com sua prática em imagens construídas, conduziu-o, na vida adulta, ao sucesso como inventor. Ele não precisava fazer experimentos: concebia, aperfeiçoava e testava suas invenções usando somente a imaginação.

Até hoje suas anotações são estudadas, e se vivesse agora, ainda assim suas idéias estariam à frente do seu tempo.

Imagem: destruidordedogmas.wordpress.com/.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Mini Big Bang criado no cosmos origina novo projeto


Cientistas do Centro de Pesquisa Nuclear, o CERN, que fica perto de Geneva, fizeram com que partículas sub atômicas colidissem criando milhares de mini Big Bangs – versões em escalas minúsculas da grande explosão que causou o início do Universo 13,7 bilhões de anos atrás.

O projeto CERN, que cusou 9,4 bilhões de dólares atingiu o seu primeiro sucesso e abriu portas para novas descobertas. Segundo os cientistas agora é possível que estejamos mais próximos da resposta para a famosa pergunta “de onde surgimos?”.

Imagens coloridas das colisões do Large Hadron Collider (LHC) foram obtidas, e as explosões devem continuar durante a próxima década. Os cientistas dizem que as imagens obtidas mostram o que aconteceu frações de segundos após o big bang, com a energia se espalhando antes de formar as galáxias.

Nos próximos meses, cerca de 10 mil cientistas do CERN e do resto do mundo irão analisar os dados obtidos pelas explosões. Entre outras coisas, eles querem rastrear a famosa matéria escura, que forma cerca de 25% de todo o universo. Estima-se que ao fim do ano, eles já tenham evidências da existência dessa misteriosa força.

O LHC foi danificado em 2008, quando alguns imãs não funcionavam direito, e isso atrasou as explosões, que deveriam ter começado muito antes. Agora, os cientistas garantem que o LHC está em perfeito estado.

Fonte: Reutersl

http://hypescience.com/mini-big-bang-criado-no-cosmos-origina-novo-projeto/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

sábado, 24 de abril de 2010

Pesquisadores alemães criam carro dirigido com o olhar




ALEMANHA - Um veículo dirigido apenas com o olhar é possível, segundo um protótipo desenvolvido por uma universidade alemã, batizado de "Spirit of Berlin", que fez testes de direção nesta sexta-feira na pista do aeroporto de Tempelhof, no sul da capital alemã.

Agência AFP JORNAL DO BRASIL

Trata-se de um pequeno ônibus da marca Dodge adaptado pela Universidade Livre de Berlim (FU, da sigla em alemão) para ser dirigido unicamente com o olhar, sem que as mãos tenham de tocar o volante.

O protótipo deu voltas na pista do aeroporto alemão desativado. "Esse tipo de veículo está proibido nas vias de circulação normais", disse Raúl Rojas, de origem mexicana,especialista em informática e diretor do departamento de "inteligência artificial" que desenvolve essa tecnologia.
Seu colega, que ocupou o lugar do motorista, usou um capacete dotado de uma câmera que foca os olhos. O mínimo movimento é transmitido ao computador que o transforma em impulso enviado à direção do veículo.

Cheio de receptores, cabos e processadores, o veículo é inclusive capaz de perdoar uma eventual falta de atenção do motorista, já que se não houver nenhuma curva no lugar para o qual a vista foi desviada, o automóvel anula a ordem de girar.
Batizado de "Spirit of Berlin", essa pequena joia tecnológica, com custo em torno de 150.000 euros, é "um passo rumo ao carro sem motorista", explica Rojas, que chegou a Berlim há 27 anos.

O departamento de "inteligência artificial" da FU de Berlim está, assim como as universidades americanas de Stanford e de Carnegie Mellon, na liderança das pesquisas neste setor, explica.
Mas a produção em massa desse veículo ainda está longe de ocorrer. Para isso, serão necessários de 20 a 30 anos para que a tecnologia amadureça e para que os veículos sejam autorizados pela legislação, conclui Rojas.

Disco de estrelas "alimentaria" super buracos negros



Portal Terra
ESTADOS UNIDOS - Um dos grandes mistérios da ciência pode estar próximo de uma explicação. Por anos os cientistas estão intrigados sobre como os buracos negros supermassivos conseguem matéria suficiente para atingirem seus tamanhos. A resposta pode estar em um disco de estrelas encontrado próximo ao centro da galáxia de Andrômeda, um fenômeno que pode ser mais comum do que se pensava. As informações são da New Cientist.

Buracos negros que tem massas milhões ou até bilhões de vezes maiores que a do Sol ficam no centro de galáxias, inclusive na nossa. Esses buracos foram "engordados" por gigantescos amontoados de gás, mas os astrônomos não sabem como esse gás fazia a última parte da migração, um caminho por dezenas ou centenas de anos-luz, para ser "comido".
Os astrônomos Philip Hopkins e Eliot Quataert da Universidade de Berkeley, no Estado americano da Califórnia, sugerem que a formação de um disco de estrelas facilita o curso do gás, formando um caminho pela espiral até o buraco negro.
De acordo com simulações dos cientistas, quando há gás suficiente para a formação de um amontoado de estrelas orbitando um buraco negro, essas estruturas se alinham em forma de um disco elíptico que pode se estender por dezenas de anos-luz do centro da galáxia.

Essa estrutura oval acaba por atrair gás, criando diversos fluxos. O gás perde força ao longo do processo e, finalmente, acaba por ser "engolido" pelo buraco negro. Dessa forma, os buracos negros poderiam consumir 10 vezes a massa do Sol por ano, segundo os cientistas. Os pesquisadores ainda dizem que no auge da "gula" dos buracos negros, há 10 bilhões de anos, essa maneira seria suficiente para alimentar esses gordões do espaço.

Os astrônomos afirmam que uma evidência para esta teoria pode ser encontrada em Andrômeda, uma galáxia vizinha que tem um espécie de "núcleo duplo" - dois pontos brilhantes no seu centro - junto ao que parece ser um sinal de um disco oval de estrelas e gás.
De acordo com a reportagem, um teste vai tentar ver se outras galáxias possuem essa característica de um disco de estrelas no seu centro. "(O que ocorre em Andrômeda) não é único. O que vemos provavelmente é comum", diz Tod Lauer, do National Optical Astronomy Observatory, em Tucson, Arizona, que identificou diversas galáxias semelhantes à nossa vizinha.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Fatos sobre o Large Hadron Collider – a máquina mais complexa já construída


O LHC conseguiu fazer com que prótons colidissem, inaugurando uma nova era na ciência. Conheça um pouco mais sobre essa máquina incrível com a lista abaixo:

§ Apesar de ser construído para estudar partículas minúsculas, o LHC é a maior e mais complexa máquina já construída pelo homem. Ele tem uma circunferência de 27 km e está sob terreno Suíço e Francês.

§ Quando for ligado com toda a sua energia, trilhões de prótons irão percorrer o anel acelerador do LHC, mais de 11 mil vezes por segundo, viajando a uma velocidade equivalente a 99.9% da velocidade da luz. O LHC é capaz de 600 milhões de colisões de prótons por segundo.

§ Quando dois raios de prótons colidem, eles geram temperaturas 100 mil vezes maiores do que as do sol – só que concentradas em um espaço minúsculo. Mas, mesmo assim, o hélio líquido que fica circulando o LHC mantém a temperatura geral do sistema em torno de 270 graus Celsius negativos.

§ Para coletar os dados produzidos por 600 milhões de colisões por segundo, cientistas construíram aparelhos que medem a passagem do tempo em termos de bilionésimos de segundo. O sistema também pode medir a milionésima parte de um metro facilmente.

§ Os dados produzidos pelo LHC irão preencher cerca de 100 mil DVDs todo ano. Milhares de computadores ao redor do mundo estão conectados para ajudar a armazenar essa informação também.

Fonte: NY Times

http://hypescience.com/fatos-sobre-o-large-hadron-collider-–-a-maquina-mais-complexa-ja-construida/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

Estrelas bebês na nebulosa Rosette


Novas imagens revelam a formação de estrelas que têm, em média, dez vezes o tamanho de nosso Sol. Segundo cientistas essas estrelas irão influenciar onde e como a próxima geração de estrelas será formada.

A imagem foi liberada pela coleção online de imagens do Herschel – um observatório espacial que coleta imagens usando a luz infravermelha produzida por poeira espacial.

A nebulosa Rosette fica a, aproximadamente, 5 mil anos-luz da Terra. Especialistas acham que ela deve conter cerca de 10 mil estrelas equivalentes ao nosso sol. A imagem do Herschel mostra metade da nebulosa e a maioria de suas estrelas. Como foi tirada a partir de infravermelho, cada cor presente na foto representa a temperatura da região (desde -236 graus Celsius, representado pelo vermelho, até -233 graus Celsius, representados pelo azul).

As manchas mais brilhantes são como casulos – elas escondem estrelas- bebês enormes, também conhecidas como proto-estrelas. Eventualmente, elas irão crescer e ficar com a massa equivalente a dez vezes a do nosso sol.

O observatório capturou essas imagens para um projeto que busca conhecer corposestelares novos. Essa iniciativa é muito importante porque estrelas tão grandes geram tanta luz e energia que podem ocasionar a formação de outras estrelas.

Fonte: ScienceDaily

http://hypescience.com/estrelas-bebes-na-nebulosa-rosette/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Criaturas bizarras do fundo do mar são descobertas


Águas quentes no fundo dos oceanos normalmente estão povoadas de formas de vida que parecem até vindas de outros planetas. Então, quando os cientistas estavam observando uma área quente nos oceanos ficaram surpresos por ver que não havia quase nenhum animal vivendo por lá. Aparentemente uma explosão vulcânica havia acabado com toda a vida da região.

Então eles ficaram surpresos ao encontrar um tipo de lesma morando no lugar. Pesquisadores acham que as larvas dos bichos pegaram uma “carona” em correntes marinhas e vieram parar na região. A descoberta está modificando a forma com que os cientistas encaram a distribuição da vida marinha.

Essas fendas hidrotermais, próximas a vulcões, liberam fluidos mornos e ricos em minerais e são o lar ideal para pepinos do mar e outros bichos bizarros do tipo.

Cientistas pensavam que após uma explosão vulcânica a fauna do local era substituída pelo mesmo tipo de animal, mas não foi o que foi observado nessa fenda no Pacífico. As larvas que surgiram por lá eram de um lugar distante e foram trazidos por alguma corrente oceânica.

Agora os especialistas acreditam que as descobertas podem ajudá-los a compreender melhor a distribuição de vida selvagem nos mares.

Fonte: LiveScience

http://hypescience.com/criaturas-bizarras-do-fundo-do-mar-sao-descobertas/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

quarta-feira, 21 de abril de 2010

A bola que o futebol necessita


Um novo conceito de bola de futebol, batizado de CTRUS, está fazendo sucesso em sites esportivos por aí. Ela é a primeira bola que permite que você “veja através dela”, tem um design que simula o efeito pneumático das bolas atuais mas, atenção: ela não perde ar.

Além disso ela é equipada com luzes internas que informam se a bola passou da linha do gol ou se está fora do campo.

A CTRUS possui um “esqueleto” e uma rede que forma a sua “casca”, feitos de elastômeros reforçados. A flexibilidade do material faz com que a bola pareça cheia apenas de ar, embora ela seja mantida pelo “esqueleto”.

Componentes eletrônicos em seu interior conseguem se comunicar com estações de controle no estádio, que monitorariam seus movimentos. Há mais uma série de vantagens que os eletrônicos apresentam, como:

- luzes interiores que mudam de acordo com a localização da bola

- medidor da força do chute e da velocidade da bola

- câmera interior

Agora resta saber se com todas essas novidades e com toda essa tecnologia a bola conseguirá fazer os pernas-de-pau do seu time jogarem melhor.

Fonte: Design Boom

http://hypescience.com/a-bola-que-o-futebol-necessita/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

terça-feira, 20 de abril de 2010

Autoridades Interditam Líder Da OMUNGA No Aeroporto De Luanda



Terça, 20 Abril 2010 15:50
Luanda - Foi “cassado” por cerca das 13h (do dia 20 de Abril de 2010), pelos Serviços de Migração de Angola, o passaporte do coordenador da OMUNGA, Sr José Patrocinio, quando acabava de regressar do Quénia, onde foi participar numa Conferencia sobre Direitos Humanos, promovida pelo Fórum “Espaços Africa dos Direitos Humanos”.


Regime do MPLA apreende passaporte do activista
A organização OMUNGA tem-se preocupado com a defesa dos interesses das populações, nomeadamente, dos desalojados e é membro Comité Africano dos Direitos Humanos da União Africana.

O passaporte retirado arbitrariamente após passar a fronteira foi entrega a um funcionário dos SME. As entidades recusaramm-se a dizer o motivo de tal acto e nem sequer pretendiam ouvi-lo perguntar sobre o assunto. Na entrega do passaporte foi referido que tinha havido “engano”.

Durante a semana passada a sede da Associação foi fotografada por um carro de cor branca que logo que localizado pôs-se em fuga.

Tratam-se de actos que visam submeter a Associação e seus membros sob tensão e ameaça permanentes com vista a desestimula-los na defesa dos grupos mais vulneráveis, através da violação dos direitos do cidadão e das Associações. Este acto põe em causa a sinceridade do pedido de desculpas do Ministro da Administração Interna, pois afinal aqueles que no uso dos seus direitos democráticos defendem as populações são alvo de restrições inadmissíveis por parte das autoridades, no caso, agora, centrais.

13h30 – Antes do fim da redação dessa nota somos informados que ao passar pela Alfandega o passaporte de José Patrocinio voltou a ser apreendido e a sua bagagem está a ser alvo de inpecção minuciosa. Aguarda-se pelo evoluir dos acontecimentos.
Comissão Instaladora do Bloco Democrático
Coordenador

Telefone Sr Patrocinio: 917212135
Omunga: 272221535 (Benguela)

Ondas de rádio misteriosas emitidas por outra galáxia


Há algo muito estranho em nossa vizinhança cósmica. Um objeto desconhecido em uma galáxia próxima (a M82) começou a enviar ondas de rádio e não parece ser algo que tenhamos visto em qualquer outro lugar no universo anteriormente.

“Nós não sabemos o que é” declarou o “descobridor” do fenômeno, Tom Muxlow, do Centro de Astrofísica Jodrell Bank, no Reino Unido.
A “coisa” apareceu em maio do ano passado. Foi descoberta quando Muxlow e seus colegas estavam monitorando uma explosão estelar próxima à M82 usando o telescópio Merlin. E, aparentemente, o mago fez uma feitiçaria porque um ponto brilhante de emissões de rádio apareceu em apenas alguns dias – tempo relativamente curto em termos astronômicos.

Não parece o tipo de emissão de rádio normalmente recebido de supernovas: elas normalmente ficam brilhantes durante poucas semanas e vão perdendo o brilho nos meses seguintes. A fonte não mudou de intensidade de brilho durante todo o ano e o espectro das ondas enviadas também é o mesmo.

Além de tudo o objeto está se movendo. E rápido. Cientistas estimam que sua velocidade seja de quatro vezes a velocidade da luz.

Velocidades assim só foram encontradas em materiais que saíam de buracos negros.

Pode ser um buraco negro? Não está centralizado em M82, onde cientistas esperariam encontrar algo do tipo. Então só resta a possibilidade de um microquasar em pequena escala.

Os microquasars são formados depois de explosões estelares, deixando para trás buracos negros com massa em cerca de 20 vezes a massa solar. Eles emitem ondas de rádio, mas nenhuma emissão capturada até hoje foi tão forte quando a de M82.

Esse tipo de fenômeno, de acordo com a teoria dos cientistas, pode ser mais comum em M82 por ser uma galáxia onde as explosões estelares são tradicionais.

Fonte: New Scientist

http://hypescience.com/ondas-de-radio-misteriosas-emitidas-por-outra-galaxia/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Nosso universo pode estar dentro de um “Buraco de Minhoca”, que estaria dentro de um Buraco Negro


Você acha que as teorias dos astrofísicos são malucas? Espere até ler essa: um físico está tentando provar que nosso Universo fica no interior de um “buraco de minhoca” e esse buraco de minhoca estaria em um buraco negro que, por sua vez, faria parte de um Universo muito maior.

E o pior é que a teoria do sujeito, chamado Nikodem Poplawski (não, não estamos brincando) até faz sentido. Usando um sistema euclidiano chamado de coordenadas isotrópicas, ele descreveu o campo gravitacional de um buraco negro para fazer um modelo de movimento radial geodésico de partículas massivas em um buraco negro.

Estudando o movimento radial em dois tipos de buracos negros – Schwarzchild e Einstein-Rosen (as duas soluções matematicamente aceitáveis pela relatividade) – e aceitando que apenas experimentação ou observação podem revelar o comportamento de uma partícula em um buraco negro, Poplawski diz que, como só podemos ver o exterior de um buraco negro o interior pode ser apenas visto se um observador adentrar no buraco negro.

“Essa condição seria satisfeita se nosso universo estivesse no interior de um buraco negro que, por sua vez, estaria dentro de um universo ainda maior” diz Poplawski.

A teoria dele é que o buraco negro seria conectado por uma ponte Einstein-Rosen (conhecida como Buraco de Minhoca) a um buraco branco – o reverso do buraco negro. Cada ponte teria um universo, como o nosso, residindo nela.

Logo, a conclusão de Poplawski é que o nosso universo pode estar
dentro de um buraco negro. O modelo pensado por ele explicaria, até mesmo, o fenômeno conhecido por expansão cósmica.

Fonte: LiveScience

http://hypescience.com/nosso-universo-pode-estar-dentro-de-um-“buraco-de-minhoca”-que-estaria-dentro-de-um-buraco-negro/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

domingo, 18 de abril de 2010

O mistério da bola de fogo nos EUA


Enorme bola de fogo cai nos EUA

Autoridades dos Estados Unidos receberam inúmeras ligações na última quarta feira sobre uma enorme bola de fogo que estava iluminando os céus. O objeto ficou visível por cerca de 15 minutos, de acordo com o serviço meteorológico de Sullivan, em Wisconsin.

A bola de fogo foi vista na região norte, movendo-se de oeste para o leste, e, antes que chegasse ao horizonte ela sumiu. Algumas testemunhas dizem que ela se quebrou em pedaços menores antes de desaparecer. Um tremor atingiu áreas próximas.

Ela foi vista também em Ohio, Missouri, Indiana e Illinois, além de Wisconsin. O vídeo mostra o objeto explodindo no céu.

Não há dado oficial que determine o que causou a bola de fogo. Mas especula-se que seja devido a uma chuva de meteoros chamada Gamma Virginids, que teve um pico de atividade no período.

Também não se sabe se alguma parte do meteorito chegou ao chão. Segundo a NASA, a fricção do objeto com a atmosfera teria criado a aparência de “bola de fogo”.

Fonte: CNN

http://hypescience.com/enorme-bola-de-fogo-cai-nos-eua/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Historiador chinês diz ter descoberto a primeira bicicleta


Segundo o chinês essa bicicleta estava em uso cerca de dois mil anos antes das primeiras bicicletas ocidentais aparecerem. E mais: ele levou a engenhoca para as ruas da China para mostrar aos outros sua descoberta.

Ela se movimenta lentamente e o controle dela é complicado, mas, mesmo assim, funciona. A bicicleta é mais um dos inventos de Lu Ban, um chinês que nasceu há mais de 2500 anos atrás e inventou vários aparelhos de guerra. Os mais famosos são uma escada para invadir fortalezas e um pássaro de madeira que, em teoria, poderia planar por três dias.

As primeiras bicicletas que apareceram, sem contar essa chinesa, eram do século XIX. Achava-se que a mais antiga era a inventada pelo engenheiro alemão Karl Von Drails, em 1817. Agora os chineses pretendem mudar a história e fazer com que o governo assuma a bicicleta de Lu Ban como a primeira bicicleta da humanidade.

Fonte: Metro

http://hypescience.com/historiador-chines-diz-ter-descoberto-a-primeira-bicicleta/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE