segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Cientistas criam árvores geneticamente modificadas para combater o aquecimento global

Pesquisadores do Lawrence Berkeley National Laboratory e do Oak Ridge National Laboratory acreditam que árvores e plantas geneticamente modificadas poderiam combater o aquecimento global.

Segundo os cientistas, florestas dessas árvores poderiam remover bilhões de toneladas de carbono da atmosfera anualmente, ajudando a combater a enorme quantidade de emissões que os humanos causam.

Basicamente, os pesquisadores planejam aumentar a capacidade já natural das plantas de capturar dióxido de carbono e transformá-lo em outros tipos de carbono. Mas alterar geneticamente as plantas para que elas absorvam mais dióxido não é a única coisa que eles planejam fazer. As plantas depositariam o excesso de carbono do solo, deixando a substância “longe” do ar por séculos.

Além disso as plantas seriam mais resistentes e a produção de alimentos seria maior. Em teoria é uma boa idéia, já que produziríamos mais comida a “um custo ambiental” menor. Mas as conseqüências seriam as mesmas do que as apresentadas por qualquer outro vegetal transgênico: não sabemos se as próprias plantas não causariam outro tipo de impacto ambiental ou o impacto que a ingestão desses alimentos teria na nossa saúde.

E você, leitor? Aprova ou desaprova a ideia? [DailyTech]

http://hypescience.com/cientistas-criam-arvores-geneticamente-modificadas-para-combater-o-aquecimento-global/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE