quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Cientistas encontram duas bolhas gigantes no centro da Via Láctea


Cientistas detectaram duas bolhas gigantes de radiação de alta energia no centro da Via Láctea, que podem ter surgido de um buraco negro supermassivo. As estruturas recentemente descobertas são um enigma.

Os astrônomos estavam processando dados de um telescópio de alta resolução, o maior detector de raios gama já lançado. Ao filtrar o nevoeiro de raios gama permeando o céu, encontraram as bolhas enormes. Os cientistas não estavam “voando às cegas”; estudos anteriores já haviam mostrado indícios intrigantes de que uma estrutura enorme, até então desconhecida, poderia estar à espreita perto do coração da Via Láctea.

As duas bolhas são simplesmente enormes. Cada uma delas tem cerca de 25.000 anos-luz de diâmetro, o que significa que a largura combinada das bolhas é de 50.000 anos-luz, cerca de metade do diâmetro da Via Láctea inteira – juntas, elas cobrem mais de metade da área visível do céu.

Elas estão emitindo raios gama, o comprimento de onda de luz mais energético. As bolhas estão emitindo a mesma quantidade de energia de 100.000 estrelas que explodem, ou supernovas. As estruturas se estendem até a distância entre nosso sistema solar e o núcleo da galáxia (elas não envolvem a Terra, se espalham em um plano diferente).

Os investigadores ainda não sabem ao certo o que criou as bolhas. Mas as estruturas parecem ter bordas nítidas e bem definidas, sugerindo que elas foram formadas por uma grande liberação, rápida e relativamente recente, de energia. Por enquanto, os cientistas não entendem completamente a sua natureza ou origem.

Porém, as características apresentadas pelas bolhas levam a duas principais teorias: elas podem ter vindo de uma explosão de formação estelar alguns milhões de anos atrás, ou podem ter sido produzidas quando um buraco negro supermassivo (tão massivo quanto quatro milhões de sóis) engoliu um monte de gás e poeira no centro da galáxia e teve uma explosão de atividade.

Os astrônomos já observaram poderosos jatos explodindo de buracos negros supermassivos em outras galáxias. Estes jatos são “abastecidos” pela matéria que cai dentro do buraco negro, e quando eles são alimentados, podem produzir explosões muito poderosas.

Embora não haja evidências de que o buraco negro da Via Láctea tem tais jatos hoje, os cientistas disseram que pode ter tido, no passado. Esta pode ser a primeira evidência de uma explosão de atividade de buraco negro no centro da galáxia.

Agora, os cientistas estão conduzindo análises para obter um melhor controle sobre o que impulsiona as bolhas recém-descobertas, e para ver o que elas podem revelar sobre a natureza da Via Láctea e do universo. Segundo os pesquisadores, qualquer que seja a fonte de energia por trás dessas bolhas enormes, está ligada a muitas questões da astrofísica. [LiveScience]

http://hypescience.com/cientistas-encontram-duas-bolhas-gigantes-no-centro-da-via-lactea/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE