sábado, 25 de setembro de 2010

Força Aérea americana cria equipamentos baseados nos dispositivos do Batman


A Força Aérea americana começou em 2004 um programa chamado BATMAN (que significa Battlefield Air Targeting Man-Aided Knowledge, ou, em português, Conhecimento Auxiliado pelo homem em Alvos aéreos no Campo de batalha), que visa modernizar seus equipamentos e avançar suas tecnologias para os soldados das Forças Especiais em missões secretas.

Sim, o nome não é coincidência: o programa militar é inspirado no super-herói Batman. Segundo o coordenador do programa, os dispositivos do Batman lhe permitem uma vantagem, e é precisamente isso é o que eles estão tentando fazer.

O lema do programa é “mais leve, mais inteligente, mais mortal”. Quanto ao primeiro objetivo, soldados de elite da Força Aérea muitas vezes têm que carregar até 73 kg de equipamentos durante uma missão.

Este equipamento inclui ferramentas de comunicação, capacete, fone de ouvido e computador, além de uma série de baterias para manter todos esses eletrônicos carregados. Em muitos casos, esses equipamentos desatualizados têm sobrecarregado os soldados, impedido o seu momento crítico de decisão, ou dificultando a realização de uma tarefa, o que já causou problemas as Forças Especiais anteriormente.

O BATMAN veio para mudar tudo isso. A versão militar da Batcaverna é um laboratório da força aérea onde pesquisadores concebem, testam e integram tecnologias para aumentar a eficácia das Forças Especiais.

Embora não haja exatamente um “batuniforme”, o programa gira em torno do que os pesquisadores chamam de “chassi humano”, ou a ideia do corpo como um andaime para o equipamento apropriado para a missão.

A principal realização do programa tem sido a redução do peso das baterias em 25%. Células a combustível alimentadas por metanol vão ficando mais leves conforme o metanol é consumido.

O programa também é pioneiro no uso de um pequeno computador, que fornece aos soldados informações logísticas e táticas em tempo real. Equipamentos de reconhecimento de fala, ou que dizem qual o próximo passo que o soldado deve tomar também estão sendo trabalhados – talvez os mais “Batman” de todos.

Outro projeto é o “Bat Gancho”, para recarregar a energia dos equipamentos sem que os soldados tenham que deixar o campo de batalha. Ele trava em uma linha de alimentação de energia e depois uma pequena navalha corta o isolamento do fio.

Nem todos os equipamentos planejados estão prontos, alguns estão em fase de protótipos. Os coordenadores do BATMAN dizem querer eliminar todos os perigos, adicionando segurança aos dispositivos, e extras, como boa visão noturna.

O grande objetivo é que, em áreas mais hostis e remotas, as tropas das Forças Especiais se sintam conectadas e informadas o suficiente para desempenhar seu trabalho com excelência. [MSN]

http://hypescience.com/forca-aerea-americana-cria-equipamentos-baseados-nos-dispositivos-do-batman/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE