terça-feira, 17 de agosto de 2010

7 religiões das quais você, provavelmente, nunca ouviu falar



Sem querer julgar as crenças que existem pelo mundo todo, certas religiões vão além do estranho quando se trata de fé. Ainda assim, nenhuma crença que se preze é completamente “normal”; todas se baseiam em ideias e fundamentos que geralmente que não tem explicação lógica.

Com muito respeito, podemos numerar pelo menos 7 religiões um pouco mais diferentes do que aquelas que já conhecemos.

1) A RELIGIÃO DE JEDI

George Lucas não tinha ideia do que estava começando com os filmes da saga “Star Wars”. Os filmes iniciaram um movimento religioso que inspirou gerações de nerds a usar sabres de luz (obviamente falsos) e capas de guerreiros. E pior: eles acreditam que a “Força” realmente existe. Segundo a mitologia de Star Wars, a Força é a energia que mantém o universo unido e flui através de todas as coisas. Os Jedis são monges ao mesmo tempo em que são cavaleiros, capazes de controlar e usar a Força, vinculados por um código de moralidade e justiça. O jedaísmo é uma mistura do taoísmo e do budismo, e também incorpora elementos da cavalaria medieval. Não há nenhuma doutrina formal central, por isso é vagamente conhecido como o “Código Jedi”. Embora isso não seja confirmado, existe um boato de que os Jedi mais velhos obrigam membros que queiram aderir à religião a assistir a trilogia original de Star Wars 16 vezes seguidas (somente a primeira trilogia, pois os filmes mais recentes são considerados uma abominação).

2) A IGREJA DE ED WOOD

Ed Wood é conhecido em Hollywood como um dos piores (senão o pior) diretores de todos os tempos. Desde que morreu, ele ganhou status de “cult”, e suas explorações com a câmera foram interpretadas por Johnny Depp no filme de 1994 “Ed Wood”, dirigido por Tim Burton. Seu filme mais célebre é “Plan 9 from Outer Space”, o último de Bela Lugosi. Assim, a Igreja de Ed Wood (ou “Woodismo”) se identifica como de cultura pop, que espera trazer a espiritualidade para as pessoas que não a encontram nas religiões mais populares. Ed Wood é como um salvador (mas não O salvador). Os princípios da religião incluem a defesa da moral e dos ideais de Ed Wood, que prega a mensagem de compreensão total e aceitação, independentemente do que a sociedade moderna possa dizer. A igreja afirma que há mais de 3.000 seguidores do Woodismo pelo mundo.

3) SOCIEDADE AETHERIUS

Em 1954, George King estava sentado sozinho em seu apartamento em Londres, quando de repente “Aetherius” (seria um alienígena?) gritou: “Prepare-se! Você está a tornar-se a voz do Parlamento Interplanetário”. Então, ele fez exatamente isso. King iniciou a “Sociedade Aetherius”, que combina a sabedoria alienígena dos mestres cósmicos e o ioga em algo útil, que trará equilíbrio para a humanidade. Eles acreditam que Jesus, Buda e Krishna são na verdade alienígenas, e uma das suas reivindicações é que os alienígenas os alertaram do desastre de Chernobyl quatro horas antes do evento ocorrer. A Sociedade alega ter cerca de 650 adeptos.

4) RAELISMO

Um francês chamado Claude Vorilhons diz ter sido contatado por extraterrestres e intermediado as relações humano-alienígenas. Os alienígenas o apelidaram de Rael (daí o “Raelismo”). Rael afirma que os alienígenas o levaram ao planeta Elohim, onde ele conheceu Jesus, Buda, Joseph Smith e Confúcio. Os alienígenas disseram três coisas importantes para Rael: que os seres humanos foram criados em um laboratório alienígena 25 mil anos atrás; que os alienígenas vão cair sobre Jerusalém em 2025 e que Rael deve retransmitir uma mensagem para a humanidade de paz e de “meditação sensual” (peraí: meditação com um final feliz?). O Raelismo alega ter cerca de 30.000 seguidores.

5) RELIGIÃO DA CIÊNCIA FELIZ

Ryuho Okawa é o fundador da religião Ciência Feliz, no Japão. Ele acredita que sua missão é trazer felicidade para toda a humanidade (bem fácil). Ele também acredita ser a encarnação do ser espiritual supremo El Cantare. Okawa tem filmes e livros “bestsellers” (alguns dos quais ele diz que foram escritos por ele através dos espíritos de Maomé, Buda, Jesus e Confúcio). Engraçado como todos esses caras parecem ser amigos íntimos dessas grandes figuras religiosas. Ele também fez profecias de que o anjo Gabriel vai aparecer em Bangkok em 50 anos, e que alienígenas vão começar a nos visitar em 300 ou 400 anos. Okawa entrou na cena política e fundou seu próprio partido. Eles querem dobrar a população do Japão a 300 milhões por algum motivo. Ele também lançou vídeos afirmando que a Coréia do Norte está planejando invadir e colonizar o Japão. Eclético, né?

6) ONDAS PANA

Yuko Chino começou o movimento Ondas Pana como uma religião que inclui um pouco de budismo, uma pitada de cristianismo e uma dose de New-Age. Uma de suas causas é a sensibilização para os perigos das ondas eletromagnéticas, que ela diz serem os causadores da mudança climática e da destruição ambiental no mundo. Ela acredita que o fenômeno todo é de fato uma conspiração comunista para bombardear os seus seguidores com ondas nocivas de forma a matá-la. Assim, para se proteger, eles se vestem com roupas brancas, usam máscaras brancas, dirigem vans brancas, e viajam por aí procurando lugares menos poluídos pelas ondas nocivas. Eles também já tentaram sequestrar uma foca famosa para impedir o Armagedom, alegando que um décimo planeta faria com que a Terra trocasse de pólos.

7) MOVIMENTO DO PRÍNCIPE PHILLIP

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth, é um deus no sul do Pacífico. A tribo Yaohnanen de Vanuatu acredita que o príncipe Philip é um ser divino, filho de um espírito da montanha que viajou pelos mares para um lugar distante, se casou com uma mulher poderosa, e retornará à sua terra um dia. O movimento é um tipo de “culto a produtos”, onde as tribos se focam na obtenção de bens materiais trazidos das nações industrializadas. Eles vêem esses materiais avançados como tendo sido criados por espíritos ou ancestrais para eles, e que foram injustamente “apreendidos” por outras nações. A maioria desses cultos a produtos foram iniciados durante, ou logo após, a Segunda Guerra Mundial, quando grandes quantidades de mercadorias eram trazidas pelos militares à região. Quando a guerra terminou e as bases se fecharam, as entregas também terminaram. Então, o que os nativos fizeram? Criaram falsos aeroportos e equipamentos de rádio com cocos, na esperança de atrair mais entregas imitando o que tinham visto. Assim, quando o casal real fez uma visita oficial a Vanuatu em 1974 (levando presentes), a lenda do príncipe Philip cresceu ainda mais. Caso você esteja se perguntando, sim, ele soube do gracejo, e decidiu mantê-lo. [StumbleUpon]

http://hypescience.com/7-religioes-das-quais-voce-provavelmente-nunca-ouviu-falar/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+feedburner/xgpv+(HypeScience)

HYPESCIENCE