quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Criado o primeiro roteador quântico


A física quântica carrega muitas promessas: uma vez dominada, poderá permitir a criação de computadores infinitamente mais rápidos do que os atuais, conexões de internet com capacidade muito maior de transmissão de dados e códigos de proteção de informações praticamente inquebráveis.
Ao contrário do que ocorre na física convencional, no “mundo quântico” uma partícula é capaz de carregar informações opostas simultaneamente. Além disso, devido a um fenômeno conhecido como entrelaçamento quântico, duas partículas separadas por uma grande distância podem carregar exatamente a mesma informação e, se uma for alterada, a outra muda instantaneamente.
Um dos desafios para se dominar o uso dos fenômenos quânticos e aproveitá-lo para a transmissão de dados é “guiar” as informações: com os aparelhos atuais, só é possível guiar um fóton (partícula elementar usada em experimentos quânticos) através de uma única fibra ótica, o que limita bastante a transmissão.
Recentemente, porém, um grupo de físicos da Universidade de Tsinghau (China) desenvolveu um roteador quântico (o primeiro já feito), capaz de direcionar dados quânticos de modo mais eficiente. Por meio de uma série de pequenos espelhos e placas metálicas, em conjunto com manipulação de fótons, eles deram um passo importante no desenvolvimento de tecnologias da informação baseadas nos princípios da física quântica. Apesar do sucesso do experimento, porém, esse roteador tem diversas limitações técnicas – mas deve inspirar novas iniciativas.
A internet quântica chegará… algum dia.[Technology Review]