quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Foto: redemoinho oceânico gigante


Qualquer coisa que lembre um desastre natural parece ser péssimo e só trazer danos, mas nem sempre esse é o caso.
Os oceanos da Terra têm tempestades e climas que rivalizam em tamanho e escala com os ciclones tropicais. Mas, em vez de destruição, essas tempestades, mais conhecidas como redemoinhos, são mais propensas a dar vida ao mar, muitas vezes em lugares que seriam de outra forma estéreis.
A imagem acima foi tirada pelo Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS), um satélite terrestre da NASA.
A foto em cor natural mostra um redemoinho ocorrido em 26 de dezembro de 2011, com 150 quilômetros de largura e uma explosão de fitoplâncton (traçada em azul claro), a aproximadamente 800 quilômetros ao sul da África do Sul.
O redemoinho em sentido anti-horário provavelmente começou na Corrente das Agulhas, uma corrente marítima que corre ao longo da costa do sudeste da África e em torno da ponta da África do Sul.
Redemoinhos Agulhas tendem a estar entre os maiores do mundo, transportando água quente e salgada do Oceano Índico para o Atlântico sul.
Alguns redemoinhos, como este, agitam o oceano o suficiente para levantar nutrientes do fundo, fertilizando as águas mais superficiais e provocando florações de minúsculos organismos vegetais.[LiveScience]
http://hypescience.com/foto-redemoinho-oceanico-gigante/
Hypescience