domingo, 28 de fevereiro de 2010

Icebergue do tamanho do Luxemburgo desprende-se da Antárctida


Um icebergue do tamanho do Luxemburgo desprendeu-se, no início de Fevereiro, de um glaciar na Antárctida, depois de uma colisão com um outro icebergue, revelaram hoje cientistas australianos e franceses.
26.02.2010 Reuters, PÚBLICO
O icebergue – com 78 quilómetros de comprimento, 39 quilómetros de largura e uma superfície de 2500 quilómetros quadrados – separou-se do Glaciar Mertz, uma língua de gelo com 160 quilómetros. O icebergue que se desprendeu representa metade do comprimento da língua de gelo.

Tudo aconteceu porque um outro glaciar, chamado B9B, com 97 quilómetros de comprimento, colidiu com o Mertz, segundo os cientistas que detectaram o acontecimento no âmbito do projecto CRACICE (Cooperative Research into Antarctic Calving and Iceberg Evolution).

“Este evento em si não está directamente relacionado com as alterações climáticas mas está ligado aos processos naturais que estão a ocorrer naquela plataforma de gelo”, explicou Rob Maçom, cientista da Australian Antarctic Division e do Antarctic Climate and Ecosystems Cooperative Research Centre, em Hobart, Tasmânia.

Desde 2007, ambas as organizações, em conjunto com cientistas franceses, têm estado a estudar as fracturas gigantes naquela língua de gelo – que já apresentava uma grande falha há duas décadas; uma segunda falha foi registada no início deste século - e a monitorizar a colisão pelo B9B. Este icebergue é parte de um icebergue gigante, com mais de cinco mil quilómetros quadrados que se desprendeu, em 1987, tornando-o num dos maiores da Antárctida.

Massom acredita que a fragmentação da língua de gelo e a presença dos icebergues Mertz e B9B podem afectar a circulação global oceânica. A área é uma zona importante para a criação de água salgada e densa, crucial para a circulação oceânica.

Imagem: Foto: Neil Young/Commonwealth of Australia
Imagens do satélite ENVISAT, da Agência Espacial Europeia, mostram a separação.

Sem comentários:

Publicar um comentário