sábado, 12 de dezembro de 2015

O mistério do Homem de Marree


26 de junho de 1998. O piloto Trevor Wright fazia um percurso com um jato entre Marree e Coober Pedy. Ao olhar para o chão, percebeu uma figura desenhada no deserto. Ninguém até então havia percebido tal desenho e não existiam sinais de vida por muitos quilômetros. Hoje, vamos falar sobre o mistério do Homem de Marree.
O desenho retrata o que parece ser um caçador segurando um pedaço de pau ou galho. Há quem acredite que ele possui um bumerangue, ferramenta típica dos aborígenes locais. Feito com linhas de até 30 cm de profundidade, a imagem passa por um processo lento de erosão devido às características geográficas da região. Portanto, ainda hoje é possível ver a figura com nitidez, o que leva muitos turistas ao local todos os anos.
Dias antes da descoberta, o gerente do hotel mais próximo ao local (mesmo assim, a 200 km de lá) havia recebido um fax anônimo descrevendo o desenho e a sua localização. Mas não deram muita bola, achando que fosse um trote.
Depois da descoberta da figura, uma série de mensagens passaram a ser divulgadas, dando a entender que a autoria da obra era americana. Uma das mensagens falava sobre itens escondidos nas proximidades do desenho. Nele estavam contidos uma foto de satélite do desenho, uma jarra com uma bandeira americana dentro e um panfleto da seita Ramo Davidiano. Mas as descobertas não pararam por aí. Em 1999, foi encontrada enterrada uma placa próxima à figura. Ela trazia uma bandeira americana e uma frase: “Em honra do solo que eles uma vez conheceram. Suas conquistas foram extraordinárias; uma constante fonte de fascinação e admiração”.
A frase é originalmente do livro “The Red Centre”, de H.H. Finlayson, em uma seção que descreve a caça dos marsupiais wallaby por caçadores que usavam paus de arremessar e eram muito parecidos com o Homem de Marree. Isso faz com que a gente conclua que o desenho retrata um destes caçadores, da tribo dos Pitjantjatjara.
Que história cheia de reviravoltas e detalhes fascinantes, não é? Continue acompanhando os nossos relatos aqui no Diário de Bordo para todo dia se surpreender com uma novidade.

http://www.expedicaooriente.com.br/blog/o-misterio-do-homem-de-marree/