sábado, 16 de agosto de 2014

Batman e o Assassino do Tronco de Cleveland








Por essa nem mesmo eu poderia esperar. Um dos muitos a compor o esquadrão de detetives que quebraram a cabeça e suaram rios para pegar aquele que se tornaria um dos mais bestiais e misteriosos serial killers de todos os tempos foi ninguém menos que Batman!

oaprendizverde.com.br

Isso mesmo! Batman ajudou a força tarefa que investigou os assassinatos em série que assolaram a cidade de Cleveland na década de 1930.  Se você ainda não conhece essa macabra história, entre 1935 e 1939, pelo menos treze assassinatos ocorridos na cidade de Cleveland, Ohio, foram ligados a um misterioso assassino. Suas vítimas, em maioria, eram pessoas que viviam às margens da sociedade. Elas eram decapitadas vivas e evidências mostraram que o assassino realizava experiências químicas com suas peles. Na maioria dos casos, apenas o tronco da vítima era encontrado, o que levou a jornais da época a o apelidá-lo de “O Assassino do Tronco de Cleveland”. Apesar de uma grande investigação, que contou com, talvez, o mais famoso homem da lei da história americana, o intocável Elliot Ness, esse assassino nunca foi pego, e o caso tornou-se um dos mais misteriosos e enigmáticos da história criminal norte-americana.
A cada nova vítima do serial killer, autoridades da lei eram pressionadas e dezenas de detetives foram designados para o caso. De fato, Eliott Ness e a força-tarefa montada para capturar este astuto assassino fizeram o melhor que podiam. Mas, infelizmente, nos anos 1930, o fenômeno dos serial killers era muito pouco conhecido e menos ainda entendido. Talvez, por isso, o esquadrão de detetives (com destaque para o irreverente Peter Merylo) designado para o caso não obteve sucesso. Eventualmente, eles tiveram um potencial suspeito em suas mãos, mas ele nunca foi acusado.
E eis que 75 anos depois do caso ter sido oficialmente encerrado uma nova informação pegou a todos de surpresa. Ninguém menos que Batman ajudou a equipe de investigadores que caçou o serial killer decapitador. Disse o CNJComics, “encontramos evidências de que Batman ajudou na investigação do Assassino do Tronco na cidade de Cleveland entre os anos de 1935 e 1939. Esta fotografia, tirada em 4 de Março de 1939 (apenas cinco dias após a primeira aparição de Batman na Detective Comics, edição 27) mostra Batman trabalhando com o Dr. S.R. Gerber, Médico-Legista do Condado de Cuyahoga, investigando o que pode ser os restos da décima quarta vítima.”.
Vamos aos fatos.
Batman é Bruce Wayne, um bilionário norte-americano, industrial e filantropo. Tendo testemunhado o assassinato de seus pais quando criança, ele jura vingança contra criminosos; em sua mente, isso é uma forma de fazer justiça. Ao ficar adulto e a fim de combater a criminalidade, Wayne treina a si mesmo, fisicamente e intelectualmente, e veste um traje de morcego. Sua primeira aparição foi em 30 de Março de 1939, na Detective Comics, número 27, onde investiga o assassinato de um fabricante de produtos químicos chamado Lambert. E, segundo a CNJComics, cinco dias após o histórico primeiro caso de Batman, ele foi até Cleveland para auxiliar a força-tarefa no caso dos assassinatos em série na cidade.
Não restou nenhum documento sobre a ajuda de Batman aos homens da lei de Cleveland, o que existe são apenas oito fotos que mostram o Homem Morcego auxiliando investigadores e o médico-legista Dr. Samuel Herber. O que podemos fazer aqui é apenas especular. Em Maio de 1939, o caso dos assassinatos em série de Cleveland já havia sido oficialmente encerrado sem solução. Talvez, como uma última tentativa, Eliott Ness e as autoridades locais tenham decidido pela ajuda de Batman após saberem de sua participação bem sucedida no caso do assassinato de Lambert. Batman, então, foi até Cleveland e auxiliou nas investigações. Sabemos que o assassino nunca foi identificado, por isso, podemos dizer que o trabalho de Batman com a polícia não atingiu o resultado esperado, e isso é algo bastante significativo já que, assim, o Assassino do Tronco de Cleveland se tornou o único criminoso a escapar das garras de Batman!
Aos desavisados, obviamente as fotos são montagens (a de cima foi recortada da série de 1949). O que fizemos acima foi apenas um pouco de exercício mental e ficcional. Os assassinatos em série na Cleveland da década de 1930 realmente aconteceram e o caso hoje faz parte da história local. Quem leu nosso post sobre o caso viu que existe até um museu dedicado às infames mortes. Sobre Batman ter auxiliado nas investigações, isso tudo foi uma invenção da CNJComics. A CNJComics é uma loja de revista em quadrinhos com sede em Cleveland e, talvez por isso, e em comemoração aos 75 anos da primeira aparição de Batman, eles tenham decidido juntar o caso mais bizarro e misterioso da história da cidade com o super-herói, fazendo assim uma espécie de homenagem.
Em contato por e-mail com a loja, o co-proprietário John Dudas disse que as fotos foram uma ideia para ajudar a promover o evento Batman 75th Anniversary, que foi realizado na loja no dia 26 de Julho último. Quem compareceu ao evento e gastou pelo menos 20 dólares, recebeu as oito fotos de brinde. Ele disse que as fotos não estão a venda e que elas foram disponibilizadas apenas para os participantes do evento. Que pena! Se alguém conseguir mais das imagens, compartilhe!
“O Assassino do Tronco de Cleveland”: o desconhecido serial killer que enganou um dos mais famosos super-heróis de todos os tempos. Por essa ninguém esperava, né?
Um texto completo sobre o caso que aterrorizou Cleveland há mais de 70 anos pode ser lido clicando neste link.